in O Blog

Hey, sinta-se em casa.

Em um momento entre deitar na cama e pegar no sono, quando o cérebro resolve trabalhar e ignorar minha vontade de dormir, estiquei a mão e peguei em algo concreto. Uma ideia. Não é muito boa, simplesmente porque envolve escrever em um blog e, volta e meia, isso para de funcionar comigo. Resumindo, deixo as aranhas e baratas tomarem conta e esqueço de atualizar.

Untitled by Diggie Vitt on 500px.com
Untitled by Diggie Vitt

O problema já vem de longa data, desde o meu falecido blog, iniciado em 2009 (e que morreu nesse ano mesmo (e que não merece ser citado)), passando para os seguintes (que também já morreram (e que também não merecem citação)). É difícil transformar esse problema em algo que deixe de ser abstrato, tornando-o compreensível. Para falar a verdade, nem eu sei do motivo de tanta desistência.

Voltando para a Ideia (é, tão especial que leva letra maiúscula). Eu escrevo. Contos, principalmente (já que, por ora, estou com medinho de mergulhar em uma história mais densa). Escrever é bom e ruim, liberta e aprisiona, alivia e me deixa angustiado. Por que eu não paro? Não consigo, I think too much. A ideia é bater um papo de vez em quando. Juntar eu, meu inconsciente e consciente numa sala com três puffs  (não que eles fiquem separados, a verdade é prestar atenção neles) e extrair alguma coisa disso. É algo muito mais pessoal e que pretendo colocar aqui.

Meu nome é Luan. Os outros dois não precisam de apresentação, e, acredite, devem ser ignorados. Tenho 20 anos e quero ser escritor. Na verdade, o que realmente quero agora, é deixar de ser uma pessoa “should’ve, could’ve and “would’ve”.

Sinta-se bem-vindo. Mas isso não significa que você realmente seja.