in Contos e Crônicas

Vozes

Você esperava o que? Achava mesmo que as coisas iam se sair bem? Tolo. Era para doer mais. Infantil. Tinha que ter doido mais. Como vai aprender sem sangrar o suficiente? Foi pouco. Qual é a sensação de cair? Gosto do desespero de não ter no que se segurar estampado nos seus olhos. Perfeito. Os músculos retesados e os pulmões procurando por ar. As pernas se debatendo. Culpa sua. Adorei o cheiro do medo, a falta de sentido no que fazer em seguida. Bem feito. Não via a hora de te ver no chão. Babaca. Você achava mesmo que daria certo? Pare. Você já foi mais esperto. Agir diferente não te levaria até aquele final. Culpa sua e você sabe. Suas ações te trouxeram aqui. Você não teria caído se tivesse feito tudo diferente. Não sentiria a textura da lama nas mãos e a amargura na boca. Gostou desse amargo na boca? É persistente, né? Não tem como se livrar. O corte foi feito e a cicatriz ficará bem em você. Pare! Espere, lembranças boas não vão ajudar, mas continue. Quero ver a angustia que elas te causam. Isso é tão prazeroso! Se entregue menos da próxima vez. Ah, você acha mesmo que não terá uma próxima? Isso é fofo. O que mais você acha que não vai acontecer? Venha, se veja no espelho. Por favor. Não tenha medo, isso ali é você. Está vendo essa expressão vazia e marcada? E a palidez contrastando com as olheiras? Percebe que é inútil tentar esconder? Não que você esteja tentando. Você sequer está tentando qualquer coisa. Inútil. Fique, olhe mais um pouco, depois pode voltar e rolar na cama. Parece mais magro também, aqueles ossinhos não apareciam antes. Tudo tem um lado positivo, só depende da perspectiva, né?! A minha perspectiva está ótima. Ah, não, não tome mais essa pílula, estamos nos divertindo! Não é divertido? Sei que ainda nos ouve enquanto adormece. A dor vai continuar quando acordar, você sabe. Não tem como fugir disso. Não tem como fugir de nós.

Gostou desse texto? Ajude compartilhando nas redes sociais.
Você pode assinar minha newsletter também. Saiba mais clicando aqui.

  • Leo Lamim

    Você voltou!!! o/o/o/o/o/o/o/
    Lindo texto. Bem instigador.