Mudanças #2

Oi, meu nome é Luan.

O tema desse textão é MUDANÇAS, algo frequente na minha vida desde que saí de casa para fazer mestrado em março de 2015.

Mudanças são uma bosta, concordo. Na maior parte das vezes, são compulsórias e nos pegam desprevenidos. Por isso são uma bosta. Nos obrigam a pensar e agir de uma forma diferente. Nem sempre elas são positivas ou trazem elementos legais para o nosso cotidiano. Mas, em todos os casos, elas são necessárias. E, bem, elas são o jeito que a vida arranjou de meter o pé na nossa bunda para fazermos alguma coisa.

Se você perceber, a vida até te dá chances para mudar sem ter toda a parte dramática. A gente não escuta. Depois sofre. Então, a melhor coisa, sempre, é prestar atenção e seguir o fluxo. Bora lá, vamos fazendo.

No começo, demorei para aceitar que minha vida tinha mudado e que eu tinha ESCOLHIDO essa mudança. O mestrado era uma forma de sair de casa, ampliar horizontes e tentar a conquista da tal independência. Eu aprenderia a pensar por contra própria e a fazer escolhas sem tanta pressão. Longe de tudo, o que realmente era bom para mim?

Há famílias em que a independência de cada indivíduo é cultivada, em que os pais incentivam isso e são conscientes de que, no futuro, aquilo será bom para os filhos. O mundo lá fora (to me sentindo muito adulto) é difícil e, literalmente, a gente precisa aprender a mudar.

Estou enrolando. Com esse mais de um ano morando sozinho, com duas malas cheias de livros, eu aprendi a desapegar do material e a filtrar o que me faz bem ou não (ainda em processo). Por exemplo: amo livros, muito, mas eles pesam. Era horrível carregá-los para todos os lados, porque chegou um momento em que eu tive que escolher: minhas roupas ou meus livros? Consegui equilibrar.

Doei roupas, me desapeguei de livros, cultivei um amor ainda maior pelos ebooks. E tudo bem, a vida segue. São escolhas que PRECISAMOS fazer. Não dava para abraçar tudo sem arcar com as consequências (financeira, física, emocional). E é assim que funciona, quando você escolhe, compreende – antes do drama – que é necessário, você sai na frente e a mudança é menos dolorosa.

E isso tudo tem a ver com a minha atual fase na vida. Tomei uma decisão importantíssima que afeta meu canal no YouTube. Sei das consequências, dos prós, contras, do trabalho que vai dar e das noites com insônia que estou tendo. Vejo como algo necessário e acredito nisso. O que é a primeira coisa a se fazer: acreditar e mergulhar de cabeça.

O que vai acontecer? O LuanFelipeTV vai sofrer um reboot. Todo o conteúdo será deletado. Sim, eu sei. São mais de 200 vídeos, 4 anos de estatísticas e etc. O conteúdo atual é diferente do que ele foi no começo. Eu amadureci nesse tempo e vejo que meu trabalho agora é prejudicado por toda essa “instabilidade de formato” que está presente (e foi inevitável) nesses 4 anos.

Dia 01/08 solto nas redes sociais um vídeo explicando o que vai acontecer e fazendo um convite para, quem quiser continuar me acompanhando, se inscrever no canal novo. O formato dos novos vídeos é parecido com o atual: discussões importantes, como o do vídeo Homofobia e Intolerância Religiosa; meus textos transformados; cultura; entretenimento… Alguns vídeos serão reaproveitados e migrados para o novo canal. Serão identificados com um #REPOST nos primeiros segundos.

Essa newsletter faz parte da mudança, com textos e novidades exclusivas por e-mail. O blog passará a receber mais textos, assim como Facebook também receberá conteúdo exclusivo. Tem muita coisa acontecendo. Tem muita coisa para dar andamento. Já foram dias sem dormir direito, porque não sei o resultado disso tudo. Porém, estou empolgado, aceitei o fluxo e mergulho de cabeça nessa fase intensa.

Porque, no final, quero saber que dei tudo de mim para fazer acontecer.

Nos vemos nessa mudança?

Beijos,
Luan Felipe.

Esse texto faz parte da newsletter.
Você pode clicar aqui para saber mais e assinar.