Promessa

Fiz uma promessa, lá no começo prometi que alguma coisa seria diferente. Não encararia os erros com tanta pressão. Não daria espaço para as insegurança crescerem sem antes promover uma boa lutar contra elas. Não levaria tudo tão a sério, já que a vida é dramática demais.

Continue reading

Fica mais um pouquinho?

Me despedir de um ano está cada vez ficando mais difícil. No post dizendo adeus para 2013, resumi o ano como sendo excelente e com ótimos momentos. Não queria repetir a mesma coisa, mas 2014 foi igualmente amazing. Até melhor. Há exatos dois anos, toda a minha percepção do que quero e de quem sou vem mudando. Eu já disse isso, mas o mais incrível é perceber essa mudança conforme ela passa.

Continue reading

Olá

Seja bem-vindo. Sempre saudado com fogos de artifício, banhos de espumante e oferendas à Iemanja. Abraços e desejos de que o ano seja bom. Não pulei minhas sete ondas. Ou comi uvas e guardei as sementes na carteira. Não usei roupas com base no que eu queria atrair. Mas tomei banho de chuva. Aproveitei o céu sem estrelas e vi os pingos caindo da escuridão. Abracei meus familiares. Ouvi desejos de um bom inicio de ano. Alguns falsos. Pensei em como quero que meu ano seja.

Continue reading

Tchau, meu velho

13. Foi um número bom. Pensando bem, foi um número excelente. Acho que esse foi o que mais contribuiu para boas memórias. Para momentos significantes. E isso é muita coisa pra quem esquece o que comeu no café da manhã. Um ano positivo. Alguns tropeços. Algumas lágrimas. Mas um ano que, quando relembro, um sorriso largo logo aparece.

Continue reading