Brasilidade

Há alguns meses, logo após escrever o post Eu também, inspirado por um filme brasileiro, percebi uma coisa: meu pensamento sobre o Brasil estava mudando. Quando mais novo, importar a cultura de outros países era bacana, cool, diferente (ainda é). Realidades que, ao meu ver, não se comparavam de forma alguma com a daqui. Os filmes eram melhores. As músicas, os livros e as pessoas eram melhores. Queria logo juntar grana e ir embora.

Continue reading